Chamado ao Desconforto: Um Desafio ao Líder Cristão

Por Richard Lovelace

Pastores gradativamente se conformam e perdem o interesse em serem agentes de mudança na igreja. Uma conspiração inconsciente se instala entre seu ser e a congregação. Torna-se entendimento tácito que a igreja dará honra especial aos pastores ao exercer seu ministério, se os pastores concordarem em deixar em paz o estilo de vida pré-cristão da congregação e não se interessar em mobilizar o uso dos dons em prol da obra do Reino. É permitido aos pastores serem estrelas ministeriais. Seu orgulho é alimentado e é permitido às suas congregações permanecerem como um rebanho em que cada um alegremente se vira para seu próprio caminho.


O conforto religioso pode tomar várias formas. Na sua variedade liberal, seu objetivo principal é confortar a classe média com uma visão de que Deus é bom demais para mandar pessoas boas como eles mesmos para o inferno. Na forma sacerdotal, a idéia é tranqüilizar a pessoa que carregada de culpa com o calor religioso de sua liturgia. Entre os conservadores, a missão principal é quase sempre funcionar como um posto de abastecimento da pregação, onde cristãos se reúnem para ouvir o evangelho pregado para não convertidos, para ouvirem que os liberais estão errados acerca de Deus e do inferno, e renovar o senso individual de bem estar ser a necessidade de um sério encontro com o Deus vivo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...