John Stott: Uma Vida Dedicada ao Serviço do Mestre

No último dia 24/04 um dos grandes nomes da Teologia mundial completou 89 anos de idade, muitos dos quais servindo ao Senhor nosso Deus. Como não há forma melhor de homenagear um escritor do que lendo os seus escritos, nós prestamos esta justa homenagem ao Pr. John Stott com uma leitura, no mínimo esclarecedora, de um texto que fala sobre o pregador e sua missão. Esperamos que o leitor deste blog goste e aprecie a nossa iniciativa de agradecer a Deus pela vida deste abnegado servo. Diz o Dr. Stott:

O pregador cristão não é um “tagarela”. O “tagarela” repassa idéias como mercadoria de segunda mão, colhendo fragmentos e detalhes onde os encontra. Seus sermões são uma verdadeira colcha de retalhos. É bom dizer que não há nada de errado em citar no sermão as palavras ou escritos de outra pessoa. O pregador sábio reúne mesmo citações memoráveis e esclarecedoras que [...] são capazes de dar luz, importância e força ao assunto em questão. Mas citações cuidadosas não é necessariamente “tagarelice”.

Não devemos pensar no pregador como um mordomo arrogante, ou como um escriba judeu, que oferecia interpretações e áridas de passagens difíceis. A verdadeira pregação nunca fica estagnada, monótona ou é puro exercício acadêmico, mas é sempre viva e penetrante, com a autoridade de Deus. Mas as Escrituras tornam-se vivas para a Igreja somente se antes tiverem se tornado vivas para o pregador. Somente quando Deus houver falado Pessoalmente com ele através da Palavra que ele prega, os outros poderão ouvir a voz de Deus em seus lábios.
[1]

Nota
[1] O Perfil do Pregador. São Paulo: Vida Nova, 2005, pp 15-16, 27.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...