Convite à Misericórdia: "Não Julgueis"!

Com mais frequência do que gostariamos, somos tentados a nos esquecer de princípios básicos da fé. Como o chamado a amar o próximo, a escolhermos a melhor parte (estar aos pés de Jesus), a não confiar no nosso próprio conhecimento, e assim por diante. Há, porém, um convite de Jesus que de tão explícito chega a envergonnhar. "Não julgueis, para que não sejais julgado", disse Ele. Este é um dos mandamentos mais claros de toda as Escrituras, tão claro que chega a não ser visto. Um anônimo expressou o princípio do não julgar de maneira comovente. Disse:


Não veja falhas no homem que manqueja
Ou tropeça no caminho,
A não ser que você tenha usado os sapatos dele
Ou sofrido sob o peso do fardo que ele leva.

Pode haver pregos em seus sapatos, que o ferem,
Embora ocultos da vista,
Ou os fardos que carrega colocados em suas costas,
Poderiam fazer com que você também tropeçasse.
Não zombe do homem que hoje está caído,
A não ser que tenha sentido o golpe
Que provocou sua queda, ou sentido a dor
Que só os caídos conhecem.

Você pode ser forte, mas, mesmo assim, os golpes que o atingiram,
Se aplicados a você da mesma maneira,
Na mesma ocasião
Talvez o fizesse também cambalear.

Não seja duro de mais com o homem que peca,
Nem atire nele palavras ou uma pedra,
A não ser que tenha certeza, muita certeza,
De que não tem os seus próprios pecados.

Você que, talvez, se a voz do tentador
Sussurrasse docemente em seu ouvido
Como fez no dele quando se desviou,
Faria você também vacilar.

Fonte
Autor Desconhecido. Citado por DORTCH, Richard W. Orgulho Fatal. Rio de Janeiro: CPAD, 1996, pp 194, 195.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...