Vídeo - Terry Eagleton Ironiza Ateísmo de Dawkins



Nota 1: Terry Eagleton obteve seu doutorado com apenas 24 anos de idade, começou sua carreira estudando a literatura do século XIX e do século XX, até chegar teoria literária marxista. Atualmente Eagleton tem integrado os estudos culturais com a teoria literária mais tradicional. Seu livro mais conhecido é Teoria da literatura: uma introdução (1983, rev 1996), em que traça a história do estudo de texto contemporâneo desde os românticos do século XIX até os pós-modernos das últimas décadas. Apesar de permanecer identificado com o marxismo, o autor se mostra simpático a desconstrução e outras teorias contemporâneas. Já em Depois da teoria (2003), também lançado em português, Eagleton afirma que hoje em dia tanto a teoria cultural quanto a literária são "bastardas", mas não conclui que o estudo interdisciplinar de ambas não tem algum mérito. O que ele conclui, na verdade, é que o absoluto não existe, fazendo coro a própria desconstrução. Escreveu livros em que trata do tema “religião”, como por exemplo “Jesus Cristo: Os Evangelhos, Zahar, 2009.

Nota 2: Richard Dawkins é um eminente zoólogo, etólogo, evolucionisa e popular escritor de divulgação científica britânico, natural do Quênia, além de ex-professor da Universidade de Oxford. Dawkins também é famoso por sua defesa e divulgação de correntes como o ateísmo, ceticismo e humanismo. Também é um entusiasta do movimento bright e, como comentador de ciência, religião e política, um dos maiores intelectuais conhecidos no mundo. Esses assuntos são retratados em "Deus, um delírio", livro de sua autoria que se tornou best-seller em vários partes do mundo. Através de diversos fatos científicos, Dawkins nos mostra sua idéia da inexistência de Deus. Em enquete realizada pela revista Prospect em 2005, sobre os maiores intelectuais da atualidade, Richard Dawkins ficou com a terceira posição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...