Deus “é Meu Pai Que Não Existe”, diz Rubem Alves

Onde estava Deus enquanto as encostas da serra fluminense despencavam, acabando com a vida de tanta gente? "Se é onipotente, onisciente e onipresente, por que nada fez? Estava dormindo?", pergunta um indignado Rubem Alves, teólogo, filósofo, psicanalista, colunista da "Folha de S. Paulo" e ex-pastor protestante.

"Não, não estou com raiva de Deus, porque ele não existe. Se existisse, ia fazer alguma coisa."(grifo meu)

A indignação não estaria mirando o alvo errado? Não são os seres humanos os responsáveis pela tragédia, por causa de decisões erradas? "É engano dizer que as coisas estão acontecendo apenas por nossa responsabilidade - isso é coisa da natureza -, o mundo inteiro está assim - na China é o gelo, na Europa, as chuvas -, o mundo está de cabeça para baixo! Se Deus amasse realmente o mundo, ele tomaria uma providência. Em primeiro lugar, ele mataria as pessoas certas. Ele está com a pontaria péssima - se fosse meu empregado, já estaria demitido há muito tempo - incompetência administrativa."

Para o escritor Rubem Alves, Deus, hoje, é apenas uma nostalgia. É curioso notar que com seus mais de 100 livros - dentre os quais 35 para crianças, ele inspira ainda hoje seminaristas e pastores evangélicos progressistas, que encontram em seus textos uma teologia mais liberal e autêntica.

O escritor cita o verso de "Pedaço de Mim", de Chico Buarque, para ilustrar o que quer dizer: "A saudade é arrumar o quarto pro filho que já morreu". E pergunta: "Qual é a mãe que ama mais, aquela que arruma o quarto para o filho que vai chegar amanhã ou a que arruma para o filho que não vai chegar? Você pode amar uma coisa que não existe. Para mim, é assim, Deus é meu filho que não existe, é meu pai que não existe".

Muitos cristãos, acredita o escritor, são ensinados hoje num tipo de Evangelho interesseiro, que iria, como Alves define no livro, direto para a "caixa de ferramentas". O autor toma emprestado um conceito de Agostinho e separa os elementos da vida em duas caixas - uma para as coisas feitas para dar prazer e ser contempladas (a caixa dos brinquedos) e outra para tudo o que é objetivo e utilitário. Santo Agostinho escreveu que todas as coisas do mundo estavam guardadas em duas feiras - a feira das utilidades e a feira da fruição. A primeira, segundo a releitura do autor, é a feira do poder. "A feira da fruição é o lugar do amor."

Fonte: A Entrevista completa foi primeiro publicada no jornal Valor de 28/01/2011 e pode ser lida em http://www.ihu.unisinos.br/index.php?option=com_noticias&Itemid=18&task=detalhe&id=40305

8 comentários:

  1. Bem que Salomão disse: "Melhor é o final das coisas do que o principio delas".No final "Esse Pai que não existe", vai chamar os seus filhos, que estão escritos no Livro da Vida! acreditando ou não, vai acontecer! porque se Deus existe ou não, é definição humana.Não foi o homem que buscou a Deus, e sim, Deus buscou o homem, então não temos nenhum direito de definir se Deus existe ou não, pois, não o "conhecemos" Ele sim nos conhece!

    ResponderExcluir
  2. A Paz de Cristo, Josimar.
    É sempre uma alegria receber os seus comentários. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Apesar de todas as catástrofes e tragédias da vida, quem é o homem diante de Deus? Será que os pensamentos do homem são maiores que os pensamentos de Deus?
    Deus é onisciente, onipresente e onipotente e qual é a nossa estrutura através de nossa fé para suportar esses momentos de dor.
    Deus o Poderoso Jeová é o pai que existe sim, e Jesus o irmão que ganhei através dessa adoção.
    Fé é Fé, Deus é Deus e ponto final.

    Leia "O poço da Tragédia"

    ResponderExcluir
  4. Erlon, a Paz de Cristo.
    Obrigado pelo seu comentário, é sempre uma alegria receber suas ponderações neste espaço. Um abraço.

    ResponderExcluir
  5. Na verdade Deus vai fazer alguma coisa, sim pois disse o néscio no seu coração não há Deus... E existe um dia especial para isso... mas enfim as coisas espirituais são para os espirituais. ACREDITO em Deus, mesmo que ele jamais se manifesta sempre nele acreditaria.

    ResponderExcluir
  6. Rodriguez, a Paz de Cristo.
    Obrigado pelo seu valioso comentário; continue nos visitando. Um abraço.

    ResponderExcluir
  7. Lembrei-me deste versículo:Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?
    Assim é aquele que para sí ajunta tesouros, e não é rico para com Deus.
    Lucas 12 v20 e 21.
    Nalva Lima Gomes da Silva

    ResponderExcluir
  8. Nalva, a Paz de Cristo. Obrigado pelo seu comentário. Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...