Opinião: Sobre o Crescimento Evangélico


Em artigo do ano passado, que tinha como título Os Reality Shows e o Crescimento Evangélico, um de nossos leitores nos escreveu um comentário que agora republicamos:

As noticias sobre o crescimento de evangélicos no Brasil correm o mundo, e chamam a atenção de muitos lideres, e alguns sem conhecer o que esta acontecendo de fato, chega a dizer que existe nesse momento um avivamento no Brasil (Alguém me fale onde?).  A mídia (Christian Post...) tem divulgado que em 2020 o Brasil vai ter cerca de 109 milhões de evangélicos, mas existem alguns problemas nessa previsão, que é para da que 9 anos. 

É que as informações seguras que todo mundo tem sobre o numero de evangélicos no Brasil é com base em um senso do ano de 2000 (ha dez anos atrás). No ano passado o IBGE fez outro senso (senso de 2010), mas as informações sobre religião ainda não estão disponíveis (deve ser disponível só em 2012). Mesmo assim existem diversos "profetas" que com base na "revelação da projeção" estão dizendo que em 2020 o Brasil vai ter 55% de evangélicos, eu considero esse numero apenas uma especulação (que pode ou não ser), acredito que deveríamos esperar o senso de 2010. Mas mesmo que o senso de 2010 aponte para essa curva ascendente dos números de evangélicos temos que concordar que esse crescimento é no mínimo questionado. Pois a mola propulsora dele é neopetecostalismo, e o que temos visto agora é uma multidão de evangélicos nominais. Os "não praticantes" que só existiam na igreja católica, agora já existem na igreja evangélica também. Alguns, bem poucos, são "não praticantes" porque já receberam o seu milagre e voltaram para a vida comum. 

Outros milhares de milhares são "não praticantes" porque receberam a promessa de uma vida financeira abençoada, mas continuam tendo que viver com menos de 600 reais por mês, então saíram das igrejas que lhes prometeu o céu na terra. O Dr. Paulo Romeiro os chama de decepcionados com a graça. Se esse crescimento evangélico fosse de verdadeiras conversões, porque que os números de evangélicos não cresce na mesma proporção em cidades pequenas, pobres, afastadas das capitais? Por que não cresce o número de evangélicos no vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais? Por que não cresce na mesma proporção o numero de evangélicos no município de Lagoinha, quem tem menos de 3% de evangélicos, mesmo estando localizado a menos de 200 km de São Paulo? Não cresce porque esse evangelho da prosperidade não consegue atingir cidades onde pessoas não tem condições financeira de contribuir com dizimo altos e muito menos com “tridizimo”.  Não cresce porque essas cidades não oferecem retorno financeiros para as mega empresas da fé. Esse crescimento evangélico que temos ouvido a mídia divulgar só alegra a indústria do mercado gospel, e alguns crentes que agora não tem mais vergonha de dizer que é evangélico porque de cada 10 pessoas é normal ter 3 ou 4 pessoas que se dizem também ser evangélico. Em quanto isso as igrejas históricas que estão comprometidas com a pregação do evangelho e a missão integral, estão tendo a enorme tarefa de anunciar Jesus para quem já pertenceu a uma igreja, estão tendo que explicar o plano da salvação para quem já até se batizou.

Alguns teólogos chegam a dizer que agora alem de termos que ir por todo mundo pregando o evangelho é necessário também irmos por todas as igrejas evangélicas, outros pregadores se dizem até cansado de pregar para a igreja evangélica e não ver ninguém se converter. Crescemos mesmo ou só recebemos um "fermento do faz de conta"? 

2 comentários:

  1. Não cresce no Vale do Jequitinhonha, porque os evangélicos só sabem usar do nome e da pobreza da região para se projetarem. Não crescem porque temos tradições e histórias, não crescem porque somos cultos e acreditamos nas raízes que nos fundam, pois são éticas e reconhecem nossa simplicidade, rusticidade e religiosidadade verdadeiramente cristã.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por sua visita, gostaríamos de pedir, no entanto, que da próxima vez, se possível, fosse identificado seu comentário. Abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...